domingo, 12 de agosto de 2012

Centro de Eventos: R$ 360 mi em impostos

O Centro de Eventos do Ceará (CEC), que será inaugurado na próxima quarta-feira (15), com show do tenor Plácido Domingo, terá um papel fundamental para a expansão da economia cearense, com a geração de emprego e renda e a maior arrecadação de impostos a partir do aquecimento de dezenas de setores ligados às cadeias produtivas do turismo e de eventos. De acordo com o diretor do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), Flávio Ataliba, o novo equipamento deve gerar, durante o primeiro ano de funcionamento, cerca de R$ 360 milhões em impostos municipais, estaduais e federais. A informação foi dada com exclusividade para o Diário do Nordeste.

"Para calcular esse montante, fizemos uma avaliação econômica guardando um pouco a mesma estrutura de eventos realizados no Centro de Convenções, pois não sabemos ainda qual tipo de evento teremos condições de absorver no CEC. A análise foi feita multiplicando a escala do Centro de Convenções para a do Centro de Eventos", conta Flávio Ataliba, acrescentando que a avaliação completa sobre o impacto que a operacionalização do Centro de Eventos trará para a economia do Ceará será apresentada na próxima segunda-feira (13).

No que depender da agenda de eventos do novo Centro, a projeção realizada pelo Ipece irá se concretizar. De acordo com a Secretaria de Turismo do Ceará (Setur), já existem 70 eventos confirmados para 2013, mas estes números mudam constantemente. "Conseguimos atrair para o Estado cinco grandes eventos ligados às áreas hospitalar, moda, beleza, couro e indústria", conta o titular da Setur, Bismarck Maia.

Turismo de Negócios

Conforme o secretário, o equipamento terá um papel fundamental para criar um novo eixo de turismo no Ceará, o turismo de negócios. A ideia é que os eventos sejam realizados prioritariamente entre fevereiro e junho e entre agosto e novembro, época considerada de baixa estação para o turismo de lazer. "O turista de negócios gasta duas vezes mais que o turista de lazer. Assim, vamos preencher nove meses com um turismo mais qualificado", diz Bismarck.

Ranking

O titular do Ministério do Turismo (MTur), Gastão Vieira, acredita que o Centro de Eventos contribuirá para que Fortaleza avance no ranking das cidades brasileiras que recebem mais eventos internacionais. "Fortaleza é hoje a 15ª cidade brasileira no ranking dos destinos que mais recebe eventos internacionais. Acredito que o novo Centro vá contribuir para a atração de mais congressos, convenções e turistas de negócios", afirma.

O QUE ELES PENSAM
Estado reposicionado no setor



"O Centro de Eventos do Ceará é um anseio antigo do setor, pois o Centro de Convenções já estava muito limitado em relação à quantidade de eventos que queriam vir para cá. Acredito que começaremos a sentir os efeitos que o CEC trará para o Estado a partir do próximo semestre. Um dos impactos será a atração de novas empresas do setor de eventos para o Ceará".
CIRCE JANE TELES DA PONTE
Presidente do Sindieventos

"O Centro de Eventos do Ceará irá reposicionar o Estado no cenário nacional e internacional de eventos, pois iremos sair da quarta planta do Nordeste para a segunda do País, perdendo apenas para o Rio de Janeiro, em área, sendo que o nosso Centro é muito mais moderno. Consequentemente, haverá um grande volume de geração de emprego e renda no Ceará"
COLOMBO CIALDINI
Presidente do Convention & Visitors Bureau

Licitação para lojas em 30 dias

O edital para a licitação de administração das lojas do Centro de Eventos do Ceará (CEC) deve sair em aproximadamente um mês, de acordo com informações da Secretaria de Turismo do Estado (Setur), órgão responsável pela administração do equipamento. No início desta semana, o secretário Bismarck Maia recebeu um estudo sobre o valor para aluguel do metro quadrado das lojas no CEC.

"A avaliação final do preço de execução do Centro de Eventos, que servirá de referência para a licitação das lojas, mostrou que, para efeito de aluguel, o preço do metro quadrado do CEC será de R$ 44,37. Vamos terminar nossos relatórios dentro de 15 dias e encaminhar para a Procuradoria Geral do Estado (PGE) realizar a licitação", afirma Bismarck. A previsão é que a PGE leve mais 15 dias para concluir o edital da licitação.

De um total de 152,7 mil metros quadrados de área construída que o Centro de Eventos possui, cerca de seis mil metros quadrados serão destinados para as lojas. Segundo a Setur, pela licitação, os locatários poderão administrar os espaços por um período de três anos, podendo ser renovado o contrato.

"O Centro de Eventos possui 16 lojas grandes, mas só uma será utilizada em sua totalidade para um único locatário, no caso, um restaurante grande. As demais terão seu espaço fracionado para abrigar diversos empreendimentos. A Ceart (Centro de Artesanato do Ceará), por exemplo, deverá ocupar metade de uma dessas lojas", diz o secretário Bismarck Maia.

Procura aquecida

Conforme o secretário, a procura pelo espaços é muito grande por parte de empresários de diferentes setores, mas, para ocupar uma loja no Centro de Eventos, os empreendimentos precisarão atender a alguns requisitos. Entre os critérios, estão qualidade e rapidez no atendimento ao público do equipamento, que tem capacidade para receber cerca de 25 mil pessoas em shows e 30 mil em feiras.

"Todo dia recebo ligações de pessoas interessadas nas lojas. Sempre digo que será objeto de análise. Esses empreendimentos deverão atender às necessidades do público do Centro de Eventos. No caso do restaurante grande, ele precisará ter qualidade comprovada, operacionalidade e rapidez no atendimento", afirma o secretário.

Licitações concluídas

Até o momento, já foram concluídas duas licitações para o Centro de Eventos do Ceará, sendo uma para a contratação de mão de obra, no valor de R$ 529,4 mil, tendo como vencedora a empresa Fortal Empreendimentos; e outra para segurança e limpeza, no valor de aproximadamente R$ 202 mil, sendo vitoriosa a empresa FA2F Administração e Serviços. Nessas licitações, foram contratadas aproximadamente 162 de pessoas.

Estacionamento

Segundo a Setur, além da licitação para as lojas, outras licitações estão previstas para ocorrerem até o fim do ano, entre elas, a para a administração do estacionamento do Centro de Eventos, marcada para o próximo dia 13 de setembro. O equipamento possui 3.225 vagas de estacionamento, sendo 1.725 cobertas.

"Também está em andamento a Parceria Público-Privada (PPP) para a co-gestão de energia no Centro de Eventos. Devemos fazer ainda licitação para a contratação de serviços de manutenção de escadas rolantes e de elevadores", afirma Bismarck.

Eventos

Depois de receber o show das cantoras Ivete Sangalo e Jennifer Lopez, será realizado na próxima quarta-feira (15) o show do tenor Plácido Domingo. Já no sábado (18), ocorrerá o Giro Cultural, com atrações como Daniela Mercury e a banda Paralamas do Sucesso (DM).

DHÁFINE MAZZA
REPÓRTER

Nenhum comentário:

Postar um comentário