segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Guaramiranga se prepara para o Festival Jazz & Blues 2012


Distante 110 km da capital cearense, localizada bem na área de proteção ambiental do Maciço de Baturité, cercada por cachoeiras e as belezas da flora característica da Mata Atlântica, Guaramiranga se prepara para mais uma edição do Festival Jazz & Blues.

Durante quatro dias (de 18 a 21 de fevereiro), o evento reunirá músicos e instrumentistas de diversas nacionalidades: Cuba, Israel, Estados Unidos, Bélgica, Argentina e Brasil. O público terá a oportunidade de apreciar o trabalho de profissionais de primeira grandeza. Eles vão apresentar o que há de melhor nesses dois gêneros musicais, por meio de sons que dialogam entre elementos tradicionais e contemporâneos.

Programação

A 13ª edição do Festival Jazz & Blues terá como atrações: Omar Puente (Cuba), Jaques Morelenbaum e o Cello Samba Trio (RJ), Yamandu Costa (RS), Roberto e Eduardo Taufic (RN), Atiba Taylor (EUA) com Artur Menezes (CE), Gabriel Grossi (SP). Cainã Cavalcante (CE), Grupo Solar com Tatiana Parra (SP), Marco Lobo (BA/RJ) e Puro Malte (CE). Além do talentoso instrumentista israelense, Gadi Lehavi. O artista se apresentará ao lado do músico americano Ravi Coltrane (filho do lendário John Coltrane e da pianista de jazz Alice Coltrane).

Como já é habitual, a programação acontece ao longo de todo dia, em diferentes espaços distribuídos pela pacata cidade, com shows, ensaios abertos, cortejos, conversas com músicos e oficinas.

Os shows acontecerão na Cidade Jazz & Blues, um espaço criado na edição anterior especialmente para receber com mais conforto e segurança os artistas e o público do Festival. O local tem uma estrutura de 1,5 mil metros quadrados, dos quais, 850 são de área coberta, que conta, também, com uma praça de alimentação.

A Cidade Jazz & Blues será erguida na rua principal da cidade, no espaço do campo de futebol, mesmo local da edição de 2011. É lá que vão acontecer os ensaios abertos às 16 horas, os shows das 17 horas e das 21 horas, além das jam sessions, que vão até às 3 horas da madrugada.

Há outros espaços em Guaramiranga que receberão as atividades do Festival. Na Praça do Teatro Rachel de Queiroz, a principal da cidade, haverá às 15 horas o Café no Tom. Esse é o momento onde sempre acontecerá um bate-papo com uma das atrações do festival. Em outros locais, acontecem oficinas (no Ginásio na Praça da Prefeitura) e um cine clube (na Agua). "Como todos os anos, o Festival contará com grandes atrações. Nesta edição vamos receber o jovem instrumentista Gadi Lehavi. Ele toca desde os nove anos e é muito conhecido na Europa", explica Maria Amélia Mamede, responsável pela direção do Festival ao lado de Rachel Gadelha.

Maria Amélia enfatiza que o principal atrativo do Festival Jazz & Blues é o intercâmbio entre artistas e público. "O Festival é um momento importante de troca e aproximação entre os músicos e as pessoas que curtem sua programação. O evento trabalha com a afetividade, promove encontros. Os músicos, além de apresentar seus trabalhos, participam da realização de oficinas formativas, falam sobre seus repertórios e suas carreiras. A nossa expectativa é a melhor possível, queremos receber umas dez mil pessoas", ressalta a produtora.

Além de Fortaleza (de 23 a 25 de fevereiro), parte da programação do Festival irá à Sobral, no dia 25. As atrações ainda estão sendo definidas.

Formação musical

Com foco no aperfeiçoamento musical, de 11 a 17 de fevereiro serão realizadas em Pacoti, as residências artísticas do Festival. Serão 130 participantes, dentre os quais, 100 alunos da rede pública estadual de ensino, selecionados nas Oficinas de Sensibilização para a Cultura Musical, 20 arte-educadores e 10 estudantes do Curso de Música da Universidade Estadual do Ceará (UECE). As residências integram o projeto Música é para a Vida, uma parceria da Secretaria da Educação do Estado (Seduc), com a Sociedade Cearense de Jornalismo Científico e Cultural, e o Festival Jazz & Blues.

A coordenação pedagógica é do professor Heriberto Porto, da Uece. Os alunos residentes, acompanhados por seus professores terão a chance de se apresentar no Festival através do programa Toca Jazz, que acontecerá sempre às 17 horas na Cidade Jazz & Blues. Eles ainda participarão de seminários no Campus da UECE, em Pacoti tendo como enfoque a carreira do músico, a gravação de um CD, as redes sociais e a música, além de um curso de história do jazz.

SAIBA MAIS


Sábado - 18 de fevereiro

21 horas - apresentações de Gabriel Grossi (DF) e Omar Puente (Cuba), no Cidade Jazz & Blues (ingressos R$ 40 inteira e R$ 20 meia).

00 horas às 3 horas - Jam Session com a Casa do Blues (CE), no Cidade Jazz & Blues.


Domingo - 19 de fevereiro

17 horas - "Toca Jazz" com alunos de Eduardo Taufic (RN) e Marco Lobo (BA/ RJ), no Cidade Jazz & Blues.

21 horas - apresentações de Puro Malte (CE), Atiba Taylor (EUA) e Arthur Menezes (CE), no Cidade Jazz & Blues (ingressos R$ 40 inteira e R$ 20 meia).


Segunda-feira - 20 de fevereiro

17 horas - apresentação de Cainã Cavalcante (CE), no Cidade Jazz & Blues.

21 horas - apresentações de Jaques Morelenbaum (RJ), Gadi Lehavi Trio (Israel) e Ravi Coltrane (EUA), no Cidade Jazz & Blues (ingressos R$ 40 inteira e R$ 20 meia).


Terça-feira - 21 de fevereiro

17 horas - "Toca Jazz" com alunos de Cainã Cavalcante (CE), no Cidade Jazz & Blues.

21 horas - apresentações do Grupo Solar com Tatiana Parra (SP) e Yamandú Costa (RS) no Cidade Jazz & Blues (ingressos R$ 40 inteira e R$ 20 meia).

* Jazz na hora incerta: todos os dias têm apresentações nas ruas e praças de Guaramiranga em horários indeterminados.

Outros detalhes sobre a programação podem ser encontradas e acessadas através do site: http://www.jazzeblues.com.br/ 

Mais informações

13º Festival Jazz & Blues - De 18 a 21de fevereiro, em Guaramiranga, de 23 a 25 em Fortaleza, e 25 de fevereiro em Sobral. Contatos: (85) 3262.7230.


Nenhum comentário:

Postar um comentário